Prefeitura de POA e ASL garantem a permanência do fisl na Capital gaúcha

A Prefeitura de Porto Alegre, através da Procempa, e a Associação de Software Livre (ASL), representada pelo coordenador Marcelo Branco, assinaram na manhã do último sábado, 27, o protocolo de intenções que vai garantir a permanência do Fórum Internacional Software Livre em Porto Alegre. E o principal apoio oferecido ao fisl11 está a realização do evento na Orla do Guaíba, incluindo a Usina do Gasômetro e os pavilhões do Cais do Porto, eliminando assim um dos principais custos do evento, que é a locação de espaço. O presidente da agência Inova Poa, Newton Braga Rosa, e o embaixador da ASL, Sady Jacques, assinaram como testemunhas.

Na programação cultural para o próximo ano, os destaques são o 1° Festival Internacional de Músicas para Baixar e a 1ª Mostra Internacional de Filmes para Baixar, divulgando a produção cultural de artistas que disponibilizam suas criações para download. Para recepcionar os visitantes, será planejado um roteiro exclusivo da Linha Turismo, a organização de hospedagem solidária em residências, com o desenvolvimento de um software para o gerenciamento do programa, além de roteiros específicos de bares, pontos turísticos, e os tradicionais Caminhos Rurais, Conhecendo o Centro a Pé e o Caminho dos Antiquários. Também será articulado o passe livre no transporte coletivo para os credenciados.

Em termos de conectividade, a Procempa vai garantir toda a infraestrutura tecnológica e a completa cobertura dos locais utilizados pelo fisl11. Estão previstos a conexão em banda larga à internet, conexões wireless nos locais do evento, inclusive nas atividades culturais, broadcasting dos servidores para a internet através da banda de saída da Empresa, hospedagem dos servidores do evento e da Associação Software Livre no Data Center da Procempa, criação e hospedagem do blog oficial do fisl11, além do já tradicional patrocínio Ouro e das palestras técnicas sobre o uso de softwares livres e suas aplicações na administração municipal pelos técnicos da Empresa.

O diretor-presidente da Procempa explicou que este protocolo de intenções é apenas o ponto de partida, e pode ser ampliado ao longo do ano. Segundo André Imar, a objetivo é garantir total apoio ao fórum, que é o maior evento de tecnologia do país. "O fisl situa Porto Alegre no cenário internacional do segmento de tecnologia, com forte apelo turístico também, já que a maioria dos participantes são de fora da cidade. O prefeito José Fogaça determinou que no que dependesse da prefeitura, o fisl não sairia de Porto Alegre. E por isso formamos um grupo de trabalho, que formatou essa proposta, para apoiar o evento de forma decisiva", explicou.

E tanto André Imar quanto o coordenador do fisl, Marcelo Branco, garantiram a continuidade do evento na cidade. "Claro que o fisl fica em Porto Alegre. A prefeitura e a associação já estão viabilizando toda a infraestrutura. Sabemos que ficar na cidade é o melhor para todos. Essa é uma parceria que está rendendo frutos, e só deve melhorar", afirmou Branco. "A assinatura deste protocolo de intenções é uma demonstração clara da importância do evento para a prefeitura e a cidade. E de que Porto Alegre quer o fisl aqui e vai participar de forma efetiva do evento", garantiu o diretor-presidente da Procempa.

fisl10

A 10ª edição do Fórum Internacional Software Livre, que encerrou no sábado à noite depois de quatro dias de atividades, movimentou cerca de 8.000 participantes. Já nesta edição o fórum contou com a participação da prefeitura. A Procempa disponibilizou uma banda de 50 Mbps, aumentando em cinco vezes a conexão oferecida. Esta é a maior banda já oferecida ao fórum e é consequência do crescimento do evento. Através do Data Center da Procempa foi enviado o sinal da Rádio e da TV Software Livre para a Internet, além da hospedagem dos servidores do evento e da associação. A conexão wireless gratuita nos locais das atividades culturais, realizadas no turno da noite, também foi garantida através da Infovia. A Secretaria de Cultura produziu e organizou as atividades noturnas, e a 1ª Mostra de Músicas Para Baixar e o Turismo disponibilzou ingressos reduzidos para a Linha Turismo.

Fonte: Assessoria de Imprensa Procempa

Comentários

"... Sabemos que ficar na

"... Sabemos que ficar na cidade é o melhor para todos. Essa é uma parceria que está rendendo frutos, e só deve melhorar..."

Todos quem ? Rendendo Frutos ?

A cada ano o evento cai em qualidade... Quem participou das primeiras edicoes que o diga.

Para qualquer cidade no mundo promover um evento de 8000 participantes e' excelente. Mas, para os participantes, a comunidade, o que seria melhor ?

Curitiba ? Sao Paulo ? Brasilia ? Belo Horizonte ? Recife ? Manaus ?

Acho que ta' na hora de mudar para melhorar.

Agora é só saber se a data

Agora é só saber se a data vai ser mais adequada para os alunos de faculdades públicas, que foram imensamente prejudicados pela data desse ano.

Não é possível formar uma caravana decente para ir num evento que acontece na semana de provas de universidades como a USP e a Unicamp.

Parabéns, Ao amigo Marcelo

Parabéns,

Ao amigo Marcelo Branco, ao pessoal da Associação de Software Livre e da prefeitura de POA pela grande conquista, pois o Fisl é sim um produto de toda a população do Rio Grande do Sul.

sds,

Siríaco.

Com certeza com todo este

Com certeza com todo este planejamento que já esta sendo feito, o Fisl 11 vai mais um "Suceco de Bilheteria", ou seja Fantástico.

Abração a todos.

Não amigo Marcos Siriaco

Não amigo Marcos Siriaco Martins, o FISL é um produto de toda comunidade livre, não só do Rio Grande do Sul.

Prova disto, é a presença de todos os estados do nosso Brasil e de países em geral.

O FISL é do RS, RJ, SC, SP, RN, ... de todos que fazem o software livre acontecer, daqueles que buscam por maiores informações, enfim, TODOS.

Porto Alegre é um retrato

Porto Alegre é um retrato do FISL.

FISL é a cara de Porto Alegre. Isso é muito legal porque acaba criando uma identidade muito forte.
Eu já participei dos cinco últimos fóruns, talvez meus sentimentos nunca saiam de onde foram colocados.
Além disso, os gaúchos valorizam o seu folclore, as mulheres, aos estrangeiros, à PUCRS que recebeu cabos de fibra ótica especialmente para o fisl e muito mais.
Também considero os gauchos um dos povos mais hospitaleiros do país. São muitas as vantagens de lá.

É muito difícil conseguir agradar a todos, onde alguns são favoráveis ou querem criar o seu próprio fórum na sua cidade.

Mas....Novamente "Ponto" para os gaúchos, tchê!

Mudanças ocorreram amigo.

Mudanças ocorreram amigo. Agora a prefeitura estará apoiando de forma efetiva o evento. Caso tu tenhas lido a notícia na íntegra, ali diz que com o apoio da prefeitura o maior custo, que era a locação do espaço físico, diminuirá. E que na próxima edição haverá a disponibilização da maior banda que o evento já teve.

Na minha modesta opinião que nem todos precisam concordar, que fique claro, o grande defeito da décima edição foi a "ilustre" presença do "excelentíssimo" presidente da república que fechou metade do saguão durante a sexta. Resultado: quem só pode ir naquele dia perdeu e muito do evento.

A FISL começou na capital gaúcha e aqui deve ficar se, claro, melhor for para o evento.

Caro Barrabaz, você tem

Caro Barrabaz, você tem razão na sua colocação, o FISL e todos nós

sds,

Siríaco.

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido publicamente.
CAPTCHA
Esta pergunta verifica se você não é um spam bot.
7 + 10 =
Solve this simple math problem and enter the result. E.g. for 1+3, enter 4.