Comunidades

16/06/2018 16:06:45 por thiagopaixao

# FISL18 – Área de Comunidades

Seja bem-vindo a página da Área de Comunidades do FISL18.

Nesta área você vai encontrar informações sobre o que é a Área de Comunidades, quais são as atividades que desenvolvem no FISL, como fazer para se inscrever sua comunidade, as regras de participação e as comunidades que já estão confirmados para esta edição.

Este ano o tema do FISL será INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO ABERTA PARA A SOCIEDADE, e nós do movimento Software Livre acreditamos que não pode haver democratização da comunicação e acesso transparente das informações se não forem por meio de ferramentas e protocolos livres. As ferramentas e protocolos livres  de comunicação permitem conectar pessoas de forma segura e irrestrita, sem perda de privacidade e sem correr riscos de vigilância, por parte de governos e cooporações que desea apenas defender seus interesses políticos e economicos. Seja por apps de mensageiros, fóruns, redes sociais ou até mesmo a boa e velha lista de e-mails, as comunidades de software livre podem interagir e contribuir no desenvolvimento de soluções que sejam socialmente justas, economicamente viáveis e tecnologicamente sustentáveis.

Consciente disso, o FISL mais uma vez quer prestigiar as comunidades do Software Livre, promovendo e destacando os tradicionais Grupos de Usuários, estendendo agora também para Grupos de Desenvolvedores e Grupos de Ativismo Digital pautados em direitos digitais e software livre.

E aí, que tal fazer novas conexões, conhecer pessoas e novas ideias?

### Comunidades de Software Livre…

São a união de pessoas, de forma organizada, que tem por objetivo comum colaborar ou desenvolver projetos nas mais diversas áreas de tecnologia da informação e comunicação (TIC) como sistemas operacionais, linguagens, aplicativos, entre outros que mantenham alguma relação com tecnologias livres e de código aberto utilizando sempre na sua construção e desenvolvimento de softwares livres.

As comunidades são fundamentais para trocar experiências e compartilhar informações através do trabalho colaborativo desenvolvido por seus membros. Por isso, exercem um papel muito importante na disseminação do conhecimento.

Elas também promovem, organizam e divulgam eventos como encontros, debates e palestras, geram documentação, traduções e pesquisas. Além de troca de experiências através de sites, blogs, listas de discussão e redes sociais, também fomentam e auxiliam no uso, distribuem e colaboram com a comunidade no desenvolvimento de iniciativas que incentivam o uso de tecnologias livres na sua região, no Brasil e no mundo de forma solidária em prol de seus projetos.

### Atividades

Este ano a Área das Comunidades contará com muitas novidades, incluindo debates, mini-eventos, lightning talks e game show.

As Comunidades também podem se organiza realizando reuniões para integrar seus grupos, trocar informações entre si e convidar novos membros. Além disso, o espaço na feira serve como vitrine das atividades de cada comunidade. Durante o FISL haverá também os **Encontros de Comunidades**, para mostrar, debater e propor atividades após o evento.

### Regras

Os critérios de avaliação para inscrição das Comunidades são:

– A indicação de no mínimo 4 (quatro) representantes que estarão presentes no evento como participantes, palestrantes ou imprensa.
– Possuir site, blog e/ou lista de discussão com informações sobre o grupo ou comunidade e que possibilite agregar novos membros.
– Demonstrar contribuição continua para o desenvolvimento do projeto, de tecnologias livres e de código aberto, para o qual o grupo foi criado.
– Enviar informações completas do formulário de inscrição com nome, missão, descrição, links e logo do grupo, bem como, nome, CPF, e-mail e telefone de todos os seus integrantes.

### Como se inscrever

A Comunidade interessada em se cadastrar e ter um espaço na Área das Comunidades no FISL18 deve preencher o formulário de inscrição contendo:

– Nome da comunidade/projeto/entidade/grupo;
– Estimativa do número pessoas movimentando as atividades no espaço do grupo na Área das Comunidades;
– Conteúdos/informações que demonstram contribuições do grupo em questão (continuas para o desenvolvimento do projeto, de tecnologias livres e de código aberto, para o qual o grupo foi criado);
– Proposta de atividades/ações no espaço da Área das Comunidade:
– Como contribuirão com o install fest, ou seja, que projetos de software livre vinculados à sua comunidade eles podem ajudar a instalar;
– Contribuição para atividades que ajudem a movimentar o FISL, ou seja, integração com os visitantes;
– Lightning talks (18 minutos) que o grupo poderá promover na Área das Comunidades;
– Deixar claro como convidarão as pessoas;
– Links para as páginas e listas principais do projeto em que a comunidade/grupo faz parte, bem com a(s) lista(s) do próprio grupo;
– Informar se enviou uma proposta de Encontro Comunitário no FISL (via chamada de trabalhos);
– Indicar de 2 a 4 coordenadores do grupo na Área das Comunidades (nome e e-mail de cada um);
– Informar outras atividades: hackathon, workshop, install-party, festa de lançamento, aniversário da comunidade, mesa redonda, URC etc.
– A organização do FISL disponibilizará duas cortesias para inscrição de participante (acesso a todo evento) e duas credenciais de expositor (acesso somente à feira) para cada grupo.

Obs.: Gostaríamos apenas de salientar que se sua comunidade for inscrita e selecionada no processo, isso não garante palestra na grande normal do evento.
Fique ligado para saber quando abrem as inscrições de comunidades.

Dúvidas ou sugestões? Entre em contato com os curadores da Área de Comunidades:

### Curadores da Área das Comunidades:

– Thiago Paixão (Coordenador do FLISOL São Paulo, membro ativo na ASL, São Paulo-SP)
– Alexandre Thomé <thome@softwarelivre.org> (Analista de sistemas na empresa Procergs, membro ativo na ASL, Porto Alegre-RS)